.
.
.
“Tem horas que eu me perco sem você aqui, aí eu lembro: tá tão longe de mim. E o meu coração grita: mas tá aqui dentro.”
— Caio Fernando Abreu
theme (c), não copie
1234
"Virou tudo uma confusão minha criança, desde aquele dia, e sinceramente sabíamos que após aquele momento viria átona todos os nossos erros cometidos ingenuamente. Virou de cabeça para baixo e se contorceu de baixo de sua coberta molhada por lágrimas, criança. Teu amor foi tão puro e verdadeiro, até aquele dia, até aquela noite em que nós não nos conhecíamos direito. Como foi bom, minha criança, sentir seus braços envolventes em minhas curvas desgovernadas. Como foi bom, minha criança, desvendar os mistérios dos quatro cantos mais ocultos da tua boca enquanto nossas línguas bailavam em encontros e desencontros de um tango voraz. Minha criança, e jamais haverá alguém com tal capacidade de perceber a criança que existe em você e amar como eu amei, e amei tanto. Lamento, pelas gargalhadas naquele momento impróprio, talvez você nunca tenha entendido o real motivo delas, eram a minha incredulidade diante dos acontecimentos que eu mesma julgava tão impossíveis. Eu quase nunca consigo o que almejo, e eu almejei teu amor por tanto tempo que te-lo naquele momento me parecia um sonho. Eu estava feliz, criança, por te ter ali e ria do destino, por ser tão trágico, eu sabia que aquelas felicidades eram póstumas mesmo durante vida, porque o clichê é real, minha felicidade dura pouco, e durou. Por mais ou menos uma hora e meia você me fez o ser mais feliz, mesmo que isso tenha causado dois meses de arrependimentos. Minha criança, eu sinto muito por todas as dores que te fiz passar, e me desculpe pelas dores que me causou consequentemente, não se culpe por isso. Fui tola duas vezes criança, quando te chamei do mesmo, e quando te beijei pensando que era apenas mais um sonho. Eu te amo minha criança, minha “quilancha”."
- Vou ser sempre tua (via n-evoeiros)

Algum anjinho acordado? *-*

entre-bares sussurrou em meu ouvido: jaa se cortou ? ou se coorta ?

Sim

"Alguém aí disposto a escutar meus dramas? To precisando conversar :( Wpp: 35 84294600"